Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

1. Objetivo

O módulo de conciliações permite a conciliação das garantias do tipo depósito judicial dos processos cadastrados no sistema, com base nos extratos disponibilizados pelos bancos.


2. Pré-requisitos

Conter usuário com permissão para realizar os procedimentos do módulo de Conciliação. 

Configurar as informações do módulo no painel de controle.

3. Configuração em Instâncias

Para utilizar o módulo de conciliações, é preciso primeiro configurá-lo. Para isso, acessar painel de controleinstânciasProJurisitens da configuração do clientedefinir funcionalidades → aba conciliações e inserir o token e a url de acesso ao microserviço de conciliações.




URL utilizada para os ambientes de Produção: https://conciliador.projuris.com.br

URL utilizada para os ambientes de Homologação: https://conciliador.stage.projuris.com.br

Consulte o suporte para gerar o token necessário para preenchimento deste campo.

4. Garantias do Processo

Para ser possível realizar a conciliação dos extratos de depósitos judiciais disponibilizados pelos bancos com as garantias cadastradas no ProJuris, é preciso primeiramente que a garantia seja marcada como apta para conciliação. Para isso, acessar painel de controle → tabelas auxiliares → processos → garantias → escolher a garantia desejada → marcar o checkboxconciliar”.


Ao cadastrar uma garantia que esteja marcada para conciliar, alguns campos são disponibilizados para preenchimento em tela. São eles:

  1. Banco: escolher entre as opções apresentadas.
  2. Agência: número da agência sem o dígito verificador.
  3. Conta Judicial com Dígito: número da conta com dígito verificador concatenado.
    Exemplo: se a conta for 12345678-9, preencher como 123456789.
  4. Parcela: número da parcela.
    Exemplo: se a parcela for 0001, ela deve ser preenchida apenas como 1.
  5. Identificador de Garantias: campo de texto aberto para identificar a garantia cadastrada.
  6. Código Empregado: campo de texto aberto para informar o código do empregado que consta em alguns extratos de depósito judicial.


    


Nas garantias de conciliação, uma nova aba é apresentada após o cadastro. A aba apresentada é "histórico de conciliações" e nela é possível verificar todas as conciliações realizadas referente a garantia em questão.

4.1. Configuração de Variação de Margem

Ao realizar a conciliação de um registro do extrato de depósito judicial com uma garantia, é possível visualizar o percentual de diferença do valor presente no registro com o valor da garantia. Para poder comparar esse valores, o usuário pode definir uma margem aceitável de diferença. Essa definição de margem facilita a análise das conciliações que coincidiram os valores, ficaram dentro da margem aceitável e as que ficaram fora da margem definida.

Para definir a margem, acessar painel de controleinstânciasProJurisvariáveis do usuário → aba conciliação. A margem é definida em porcentagem e o valor máximo que pode ser configurado é 100.


Exemplo: o valor do registro no extrato de depósito é de 15.000,00 e a garantia está cadastrada com o valor de 10.000,00. Sendo assim, a diferença entre os valores é de 50%, indicando que valor do registro é 50% maior que o valor da garantia. Se for definida uma margem de 10%, o resultado da variação indicará que a diferença está fora da margem definida como aceitável.

4.2. Relatório de Conciliações de Garantias

O relatório de conciliações de garantias retorna somente as garantias que são do tipo de conciliação (possuem o checkbox conciliar marcado). No relatório são apresentadas informações referentes ao processo ao qual a garantia pertence, informações da garantia em si e informações referentes a conciliação (data da conciliação, data do saldo, valor do arquivo e percentual de diferença). Se a garantia ainda não foi conciliada, os campos do relatório referentes a conciliação virão vazios. 

O relatório de conciliações de garantias fica no módulo de processos.

5. Módulo de Conciliações

5.1. Visões

Todos: listagem de todos os registros importados.

Conciliados: registros em que a garantia foi encontrada.

Não conciliados: registros em que a garantia não foi encontrada ou que ainda não foram conciliados.

Ignorados: registros que não serão considerados na conciliação, escolhidos manualmente pelos usuários.

5.2. Ações

Importar Arquivo: tela para fazer a importação do arquivo de depósito judicial.

Conciliar Automaticamente: ação que busca os registros importados (ainda não conciliados) e vincula a garantia (se existir).

Arquivos Importados: listagem com informações dos arquivos importados no ProJuris.

5.3 Relatório de Conciliações

O relatório de conciliações retorna as informações extraídas de cada registro importado e também as informações da conciliação, caso ela tenha sido realizada. Se a conciliação foi realizada, além dos dados da conciliação, virão preenchidos também o valor referente a garantia associada ao registro e o número da pasta do processo ao qual a garantia pertence.

O relatório de conciliações fica no módulo de conciliações.

5.4. Importar Arquivo

A importação dos extratos de depósitos judiciais é realizada pelo ação importar arquivo. Na tela de importação, deve ser informada a data de saldo do arquivo importado, o layout do arquivo e o arquivo em si. É possível importar mais de um arquivo de uma única fez, sendo que as informações data de saldo e layout serão aplicadas para todos os arquivos importados em conjunto. 

Os arquivos importados podem ser visualizados na tela "arquivos importados", com a informação de situação de processamento (processado, pendente ou erro). O processamento dos arquivos importados ocorre de 5 em 5 minutos.
No detalhamento do arquivo importado também é apresentado detalhes do erro, caso ocorra algum erro. Se for apresentada a linha em que o erro ocorreu significa que existe alguma informação incorreta ou fora do padrão na linha informada. Se for apresentada uma mensagem de erro genérica significa que existem erros em mais de uma linha ou a extensão do arquivo não está correta. 

5.4.1. Layouts para Conciliação

Os layouts de arquivos atendidos para conciliação e formato do arquivo permitido são:

  • Banco do Brasil (.ret)

  • Caixa Econômica Federal: Trabalhista (.xls)

  • Caixa Econômica Federal: Federal (.xls)

  • Caixa Econômica Federal: Estadual (.xls)

  • Caixa Econômica Federal: Recursal (.rml)

  • Caixa Econômica Federal: Extrajudicial (.xls)

  • Padrão ProJuris (.xlsx)


O layout padrão deve ser utilizada em casos que é necessário realizar a conciliação de bancos que não possuem um layout atendido pelo Projuris. O layout padrão pode ser baixado em conciliações → arquivos importados → botão “Baixar modelo ProJuris”.

5.5. Conciliação Manual

O botão “Conciliar manualmente” é apresentado apenas na tela de resumo do registro e somente para os registros não conciliados. Ao selecionar o botão, uma nova tela é exibida para selecionar a Pasta do processo e a Garantia (apta para conciliação) para relacionar o registro. Após salvar os dados, o status do registro é alterado para Conciliado e as informações de dados da garantia no resumo do registro são preenchidas.



5.6.
Conciliação Automática

A conciliação automática procura os registros ainda não conciliados e verifica se alguma garantia de processo possui os dados referentes a cada um dos registros importados. Dessa forma:

  • Se para um determinado registro importado for encontrada uma garantia com os dados referentes a ele, a garantia é vinculada ao registro e o status dele é alterado para Conciliado. Além disso, as informações de dados da garantia no resumo do registro são preenchidas.
  • Se para um determinado registro importado for encontrada mais de uma garantia com os dados referentes a ele, nenhuma das garantias será associada ao registro e ele permanecerá com o status Não Conciliado.

O processo de conciliação automática é feita com base nos campos da garantia refente a conciliações (banco, agência, conta judicial com dígito, parcela, identificador de garantias e código empregado), sendo que para cada registro de conciliação importado diferentes campos podem ser analisados.

Por exemplo, para o banco do brasil, o extrato de depósito bancário contém dados de banco, agência, conta judicial e parcela. Sendo assim, no ProJuris são essas informações da garantia que serão analisadas na conciliação para encontrar a garantia referente ao registro de conciliação importado. Já o extrato da caixa recursal, apenas o campo código empregado está presente (entre os campos disponíveis na garantia) e, com isso, apenas esse campo será utilizado para encontrar a garantia referente ao registro de conciliação importado.

No layout de conciliação padrão Projuris é importante o campo IDENTIFICADOR estar preenchido na planilha, pois esse será o campo utilizado para encontrar a garantia referente dentro do sistema. Na garantia, é necessário que o campo Identificador de Garantias tenha o mesmo valor preenchido no campo IDENTIFICADOR da planilha padrão do extrato de depósito bancário.


5.7. Registros Ignorados

São os registros que foram marcados manualmente para serem ignorados nas conciliações automáticas. Dessa forma, se nos meses subsequentes o mesmo registro for importado novamente, ele já será importado como “Ignorado”. Caso necessário, é possível desfazer a ação para ignorar o registro, selecionado o registro e depois o botão “Desmarca Ignorar”.

5.8. Botão Desconciliar

Depois que um registro é conciliado, é possível desconciliá-lo através do botão Desconciliar presente no resumo do registro. Ao selecionar o botão, uma tela é exibida permitindo escolher se os dados do registro do extrato de depósito devem ser removidos ou mantidos na garantia. Os dados que serão mantidos ou removidos da garantia são banco, agência, conta judicial com dígito, parcela, identificador de garantias e código empregado.



  • No labels